domingo, 23 de março de 2008

GP da Malásia: voltando ao mundo real

Kimi
Foto: AP

De volta à normalidade. Após um final de semana atípico em Melbourne, as coisas parecem estar se restabelecendo no mundo da Fórmula 1. Foi o que apontou o resultado da segunda etapa do campeonato, disputada na Malásia neste domingo (23). Kimi Räikkönen fez uma corrida tranqüila e não precisou se esforçar muito para garantir sua primeira vitória no ano.

O “polonês voador” Robert Kubica cravou o segundo lugar, seu melhor resultado na F-1, e comprovou o bom momento da BMW após uma pré-temporada preocupante, e Heikki Kovalainen, em 3º lugar, ignorou a punição que o fez largar em oitavo e chegou à frente de seu colega de boxes Lewis Hamilton, quinto colocado.

O inglês, que saiu em nono lugar, não fez uma boa corrida e sofreu com erros da equipe no pit-stop e a competência de outros pilotos que o impediram de obter um resultado mais expressivo. Entre os dois pupilos de Ron Dennis, Jarno Trulli cruzou a linha de chegada em um surpreendente 4º lugar, coroando seu desempenho no treino oficial.

Em sexto lugar chegou Nick Heidfeld, que já ocupa a vice-liderança do campeonato com 11 pontos. Apesar da corrida discreta, o alemão protagonizou um dos (poucos) momentos de emoção da prova, realizando uma bela ultrapassagem sobre David Coulthard e Fernando Alonso. Com os resultados obtidos até então, a BMW igualou o número de pódios conquistados durante toda a temporada de 2007, provando a regularidade da escuderia.

Mark Webber também teve o que comemorar, com uma jornada brilhante que culminou com o sétimo lugar. O australiano demonstrou muita garra e habilidade ao disputar posições com Fernando Alonso, que chegou logo atrás fechando a zona de pontuação. David Coulthard e Jenson Button completaram o “top ten”.

Assim como aconteceu na Austrália, os brasileiros não se deram bem. Felipe Massa, que estava em segundo lugar até a 30ª volta, aparentemente cometeu mais um erro e rodou entre as curvas sete e oito. Como se não bastasse, sua Ferrari ainda atolou na brita, forçando-o a abandonar a prova. Sua situação deve se complicar, já que está a 11 pontos de seu companheiro de equipe e sequer completou uma corrida inteira em 2008.

Cauteloso, Piquet cruzou a linha de chegada em 11º lugar, pouco mais de 20 segundos atrás do bi-campeão Alonso. Já Rubens Barrichello foi outro que voltou a errar, desta vez ultrapassando o limite de velocidade no pit-lane e cumprindo um drive-thru como punição. O piloto da Honda terminou na 13ª posição.

A terceira etapa da temporada acontecerá no dia 6 de abril, no circuito de Sakhir, no meio do árido deserto do Bahrein.

Até a próxima!

Vitor

3 Comentários:

Marcos Antônio Filho disse...

é corrida foi beeem chatinha.Mas Sepang nunca foi lá um circuito desafiador...Essas pistas by Herman Tilke(com exceção da Turquia,talvez)veremos belas procissões,uma trocas de posições ali,outra acolá...

OCTETO RACING TEAM disse...

Ai... a corrida foi chatinha mesmo!!!

fora que viajei no bolão, né?!! hahahaha...
mas a culpa foi da chuva, que não caiu!!hehe

Bjinhoss

Tati

Felipe Maciel disse...

Eu gostei da prova. Com exceção do erro do Massa, que foi desanimador, a corrida foi legal. A chuva não veio, mas também não podemos esperar corrida maluca em todo GP né...

  ©Template Blogger Elegance by Dicas Blogger.

TOPO