quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Peugeot: 206 ou 207, eis a questão!


Projeção: Vitor Matsubara

Sucesso de público e crítica. Não existe expressão melhor para definir a trajetória do Peugeot 206, talvez o maior responsável pela revitalização na imagem da marca em vários países, inclusive no Brasil. Lançado por aqui em 1999, o hatchback começou a ser fabricado no país um ano mais tarde e, de lá pra cá, sofreu um leve face-lift e ganhou um novo propulsor de 1,4 litro (que substituiu o antigo de 1-litro e 16 válvulas utilizado até hoje no Renault Clio), mudanças suficientes para manter o fôlego do compacto mesmo após oito anos de mercado. O 206 é um dos poucos casos de design contemporâneo que não sofre com a passagem do tempo, mas na Europa o carro já cedeu lugar para o seu sucessor, maior e mais moderno.

Sobrou para a filial brasileira da Peugeot, que se encontra em um grande dilema: investir mais e fabricar o 207 por aqui ou aplicar uma reestilização no 206 para deixá-lo com a mesma cara do hatch europeu? Caso a fabricante opte pela segunda opção, o resultado deve ser parecido com a projeção acima. Os faróis alongados e a grade com vincos mais pronunciados serão semelhantes ao 207. Já a traseira deve sofrer poucas mudanças, limitando-se a refletores circulares e outros detalhes estéticos. As motorizações devem permanecer as mesmas. A Peugeot ainda estuda a viabilidade da fabricação do 206 Sedan, que bateria de frente com o Renault Logan.

É claro que gostaríamos de poder comprar os carros que os europeus dirigem, mas a realidade do Brasil (leia-se impostos e custos exorbitantes) inibe qualquer investimento mais alto. Sendo assim, parte das fabricantes opta pela reestilização caseira, como no caso do Golf, ou por uma cópia mais simplificada dos carros do Velho Continente, como ocorreu com Vectra GT e Punto. Felizmente, há exceções como a Honda, uma das poucas marcas que acompanham o cronograma de lançamentos internacionais – como exemplo, temos o Civic, que foi apresentado por aqui poucos meses após sua estréia mundial. Prova de que, mesmo com as taxas abusivas impostas pelo governo, ainda há uma luz no fim do túnel para os amantes de carros.

Até a próxima!

Vitor

1 Comentário:

Thiago Pronunciato disse...

Finalmente consegui o link pro seu blog hahahah

Abraços Tevez!

  ©Template Blogger Elegance by Dicas Blogger.

TOPO